O jornal eletrônico de Águas Claras • Sábado, 20 de Janeiro de 2018

0

Tudo certo

Justiça manda desbloquear parte das contas da distrital Sandra Faraj

Elas foram congeladas à espera de sentença sobre processo envolvendo desvio de verba indenizatória. Segundo juiz, não pode haver bloqueio de salário.

A Justiça do Distrito Federal mandou desbloquear parte das contas bancárias da deputada Sandra Faraj (SD). Elas foram congeladas à espera de uma sentença em um processo que obriga a distrital a devolver R$ 142,1 mil de verba indenizatória que ela é acusada de embolsar.

G1 aguardava posicionamento da deputada sobre a decisão até a publicação desta reportagem. No processo, a defesa alegou que o bloqueio tem impedido a distrital de movimentar o salário.

 

Publicidade

O argumento foi atendido pelo juiz da 5ª Vara de Fazenda Pública, Germano Frazão, responsável pelo caso. Segundo ele, existe jurisprudência – ou seja, outras decisões que abriram precedente – determinando que não pode haver bloqueio de salário.

“Assim, comprovado pela parte ré que a indisponibilidade recaiu sobre verba salarial, a impugnação deve ser acolhida para tornar a indisponibilidade insubsistente, com a devolução dos valores bloqueados”, escreveu.

Desde 2015, distritais recebem R$ 25,2 mil mensais.

Por Gabriel Luiz, G1 DF

(Foto: CLDF/Divulgação)

 

Publicidade

Comentários

}