O jornal eletrônico de Águas Claras • Sexta Feira, 20 de Abril de 2018

0

Brasília

Júri popular condena criminoso que atuava na “Feira do Rolo” em Ceilândia

Gutemberg Jesus do Nascimento, conhecido como Gugu, teria matado um traficante rival na Feira Popular, também conhecida como “Feira do Rolo”, em 2016.

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou, na última terça-feira, 20 de março, Gutemberg Jesus do Nascimento, vulgo Gugu, e Ricardo dos Santos Santana, conhecido como Xuxa, pelo homicídio triplamente qualificado de Lucas Rosa de Lima, pela lesão corporal de Marco Junio Cavalcante. Santana foi condenado também por porte de arma. A vítima possuía 13 anos de idade à época dos fatos. A pena foi fixada em 18 anos e 7 meses de reclusão para o primeiro denunciado e em 32 anos e 2 meses de reclusão para o segundo.

Os jurados reconheceram as três qualificadoras apresentadas pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). Segundo a denúncia, o crime foi praticado por motivo torpe, com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima e de meio que resultou em perigo comum. Foi reconhecido ainda o crime de porte ilegal de arma de fogo praticado por Santana.

 

Publicidade

Entenda o caso

A ação policial foi planejada após homicídio praticado na feira, no dia 15 de maio de 2016, por Gutemberg Jesus do Nascimento, vulgo Gugu, e Ricardo, vulgo Xuxinha, contra o adolescente L.R.L., 13 anos, em decorrência de disputas envolvendo o tráfico de drogas nas quadras (QNO) 17 e 18. Na situação, um transeunte que andava pela feira também foi atingido. O crime foi praticado em razão da guerra entre as quadras rivais QNO 17, 18 e 19 de Ceilândia.

 

Com informações de MPDFT e BrasíliaWeb

Comentários

}