O jornal eletrônico de Águas Claras • Segunda Feira, 16 de Julho de 2018

0

Energia

Banco de leite humano de Brazlândia duplica capacidade de atendimento

O novo Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Brazlândia, entregue na manhã desta sexta-feira (6), está com capacidade de atendimento mensal duplicada: passará de 200 para 400, de acordo com a Secretaria de Saúde.

Além disso, a estrutura oferecerá o dobro de capacidade no processo de pasteurização — última etapa após a avaliação do leite e necessária para o armazenamento do líquido usado para alimentar bebês da região.

A produção atual, de cerca de 45 litros por mês, poderá subir para 100 litros mensais. Esse aumento depende do reforço de recursos humanos. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou da cerimônia de entrega.

 

Publicidade

O espaço passa a ser modelo em infraestrutura, como ressaltou o secretário de Saúde, Humberto Fonseca. “Agora, o banco passa a ter a estrutura preconizada pelo Ministério da Saúde. Com isso, passamos a ter 90% da rede adequada”, disse.

A área que abrigava o banco de leite tem 60 metros quadrados, enquanto a unidade recém-construída soma 128 metros quadrados de área útil, onde serão feitos o atendimento, todo o processamento e a distribuição de leite humano.

“Agora, o banco passa a ter a estrutura preconizada pelo Ministério da Saúde. Com isso, passamos a ter 90% da rede adequada” Humberto Fonseca, secretário de Saúde

O novo banco saiu por cerca de R$ 530 mil. Os recursos são de emenda parlamentar.

No local antigo, funcionará um espaço dedicado à área de serviço social e uma brinquedoteca para uso das crianças internadas no hospital. A medida atende à exigência do Conselho de Fisioterapia, de acordo com a Secretaria de Saúde.

O banco de leite do Hospital Regional de Brazlândia existe há 30 anos e, desde então, segue os protocolos internacionais de segurança, segundo a coordenadora de Aleitamento Materno da Secretaria de Saúde, Miriam Santos.

 

Publicidade

“Os processos de trabalho sempre foram corretos, tanto é que ele é reconhecido como padrão ouro. Mas necessitávamos de uma nova área”, explicou.

Coleta nos bancos de leite do DF

De janeiro a março de 2018, houve 27.429 atendimentos individuais nos bancos de leite do Distrito Federal e 6.420 visitas domiciliares.

Nesse período, a coleta foi de cerca de 4 mil litros de leite. A necessidade mínima, segundo a pasta, é de 1,5 mil litros por mês.

Também até março, 1.240 mulheres doaram leite humano. Em todo o ano de 2017, foram 5.693 doadoras. No ano passado, os bancos do DF receberam 16.393,3 litros.

Como doar leite materno no Distrito Federal

Para informações sobre doação, é possível ligar no telefone 160, opção 4, ir a um dos bancos de leite do DFou acessar o portal Amamenta Brasília na internet.

Nos três casos, a doadora recebe orientações sobre como retirar o leite da mama, como receber os materiais de coleta em casa e os dias em que os bombeiros recolhem na região.

A rede pública do DF conta com dez bancos de leite humanos, além de dois postos de coleta, em Samambaia e em São Sebastião.

Há ainda dois bancos públicos do governo federal — no Hospital das Forças Armadas (HFA) e no Hospital Universitário de Brasília (HUB)— e três unidades na rede privada.

Aguarde galeria de fotos

Edição: Marina Mercante

Comentários

}