O jornal eletrônico de Águas Claras • Quinta Feira, 26 de Abril de 2018

0

EUA

Petrobras eleva mais uma vez o preço da gasolina, por impactos do furação Harvey.

A alta foi de 3,3% nesta terça. A paralisação de refinarias dos Estados Unidos por conta do furação Harvey foi uma das causas do reajuste.

A Petrobras anunciou novo reajuste nos preços da gasolina nas refinarias, com alta de 3,3 por cento a partir de terça-feira, após reunião do Grupo Executivo de Mercado e Preços da companhia em meio a impactos do furacão Harvey, que paralisou a operação de refinarias nos Estados Unidos e levou a uma disparada dos preços de referência da gasolina na semana passada.

“Na última semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos, e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços”, informou a Petrobras em nota nesta segunda-feira.

 

Publicidade

A companhia anunciou ainda alta de 0,1 por cento no preço do diesel nas refinarias, válida também a partir da terça-feira.

Alta da semana passada

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros subiu em 14 Estados brasileiros no Distrito Federal na semana passada, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os reajustes ocorreram antes do repasse aos postos da série de aumentos dos preços do combustível pela Petrobras às distribuidoras, iniciada em 31 de agosto.

Na média nacional, a alta na semana passada foi de 0,13%, para R$ 3,778 o litro. Em outros 11 Estados brasileiros o preço da gasolina recuou e no Paraná houve estabilidade ante o levantamento da semana anterior

Em São Paulo, maior consumidor do país, o litro da gasolina subiu 0,65% na semana passada, de R$ 3,554 para R$ 3,577, em média. Em Minas Gerais houve aumento médio no preço gasolina de 1,41%, de R$ 3,815 para R$ 3,869 o litro. No Rio de Janeiro, o combustível saiu de R$ 4,182 para R$ 4,135, em média entre os períodos, queda de 1,12%.

(Com Reuters e Veja)

 

Publicidade

Comentários

}