O jornal eletrônico de Águas Claras • Terça Feira, 25 de Setembro de 2018

0

Desfile

Veja onde estacionar e alterações no trânsito para o 7 de Setembro

O trânsito na Esplanada dos Ministérios e vias conectadas ao Eixo Monumental sofrerá alterações a partir das 22h desta quinta-feira (6/9), em virtude do desfile que celebra a Proclamação da Independência.
A via S1 será fechada na altura da Catedral, e a N1, interditada no acesso pela L4 Norte. O fluxo dos carros que passam pela L2 Sul e acessam a S1 será desviado para o acesso de ligação entre as vias L2 Sul e Norte. Na altura da Praça dos Três Poderes, o trânsito será canalizado para a Via S2, pelo estacionamento do Superior Tribunal Federal (STF).

 

De acordo com o Departamento de Trânsito (Detran), as vias S2 e N2 serão utilizadas como rotas alternativas e locais de acesso aos estacionamentos dos Anexos dos Ministérios e do STF, que poderão ser utilizados pelo público.
É importante destacar que os acessos aos túneis do Itamaraty e da Catedral, sentido via S1, estarão fechados; e o fluxo de veículos na Via S2 será desviado para os estacionamentos dos anexos situados ao longo da via.

Veja onde estacionar e alterações no trânsito para o 7 de Setembro:

Trânsito será desviado para as vias N2 e S2. Detran aconselha motoristas a estacionarem nos anexos dos ministérios Google/Reprodução

Carros que vierem da L2 Sul com destino à via S1 serão desviados para o acesso à L2 Norte

 

 

Publicidade

 

Trânsito será desviado para as vias N2 e S2. Detran aconselha motoristas a estacionarem nos anexos dos ministérios

Carros que vierem da L2 Sul com destino à via S1 serão desviados para o acesso à L2 Norte.

 

Trânsito será desviado para as vias N2 e S2. Detran aconselha motoristas a estacionarem nos anexos dos ministérios

 

O estacionamento ao longo das vias e sobre os gramados está proibido. Motoristas que cometerem essa infração podem ter os veículos guinchados pelo Detran.
A liberação das vias ocorrerá no início da tarde e está condicionada à desocupação total pelos pedestres.

Rafaela Feliciano/Metrópoles

 

Comentários

}