O jornal eletrônico de Águas Claras • Domingo, 19 de Agosto de 2018

0

Violência

MPDFT denuncia três pessoas suspeitas de matar dono de sorveterias

Ex-mulher teria sido a mandante do crime; objetivo era ficar com bens da vítima

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri do Recanto das Emas denunciou, nesta sexta-feira, 3 de novembro, Victor Hugo Rodrigues Silva, Janaína Maria da Rocha e Rafael Gonçalves Roriz pelo assassinato de Lessandro Vilela Barbosa. Janaína e Rafael também foram denunciados por coação de testemunha.

Na denúncia, a Promotoria argumenta que se trata de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe (Janaína pretendia obter vantagem financeira), emprego de meio cruel (a vítima foi atingida por disparo com o cano da arma encostado na nuca) e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima (ele foi surpreendido em seu local de trabalho).

 

Publicidade

O assassinato ocorreu em 20 de julho de 2017. Janaína, que foi casada com a vítima por 17 anos, pretendia matar o ex-marido para ficar com parte do patrimônio dele. Ela convenceu Victor Hugo e Rafael a participar com a promessa de obter vantagens financeiras. Victor Hugo foi responsável por dirigir o carro usado no crime e Rafael efetuou os disparos. O homicídio ocorreu em uma das sorveterias de propriedade de Lessandro. Ele morreu na hora.

Depois do crime, quando começaram a surgir suspeitas sobre o envolvimento do grupo, Janaína e Rafael ameaçaram por telefone a mãe da vítima. Disseram que, “se a investigação não parasse, muita gente ainda ia morrer”. A pedido da Promotoria, o Tribunal de Justiça determinou a prisão preventiva dos três suspeitos.

Secretaria de Comunicação

Aquiaguasclaras

Comentários

}