O jornal eletrônico de Águas Claras • Sexta Feira, 17 de Agosto de 2018

Saúde pública

Águas Claras teve queda de 81% nos casos suspeitos de dengue em 2017


0

Desde 2016 a população de Águas Claras junto ao poder público realizam mutirões para combater os focos do mosquito da dengue.

 

Segundo o Informativo Epidemológico nº 43, divulgado pela Secretaria de Saúde, o Distrito Federal teve 4.524 casos de dengue até o dia 25 de novembro.

 

Entre as regiões com maior número de incidências estão Planaltina (512), Ceilândia (499), Samambaia (300), São Sebastião (277) e Taguatinga (273). A Região de SCIA e Estrutural, localizada a 9 km de Águas Claras, está em situação de alerta, com 461 casos por 100 mil habitantes, o que configura risco de epidemia.

 

Publicidade

 

Já em Águas Claras a situação é mais tranquilizante. Em 2017, até o momento, foram registrados 51 casos suspeitos de dengue, contra 271 no ano passado. Isso representa uma queda de 81% dos casos.

 

A queda de registros foi generalizada em todo o DF. Ano passado, foram registrados 17.552 casos de suspeita de dengue para residentes em todo o Distrito Federal, este ano, o número caiu para 3.991 (77% a menos).

 

Mutirões contra Aedes aegypti

 

Os resultados podem ser atribuídos a campanhas de conscientização e limpeza promovidos pelas administrações regionais, governo estadual e sociedade civil.

 

 

Em Águas Claras durante os últimos anos, mutirões de limpeza ajudaram a sanar focos de dengue em locais públicos ou abandonados. Desde 2016 o GDF, junto à administração regional e entidades como a Associação de moradores (AMAAC) e bombeiros, organizam ações de retirada de entulhos em terrenos vazios e recolhimentos de carros abandonados.

Desde o ano passado o governo atua com o programa Cidades Limpas. Numa recente operação em Águas Claras, foram identificadas 132 carcaças em áreas públicas de Águas Claras. Elas receberam as notificações para retirada e, caso os proprietários não cumpram a determinação, serão recolhidas para uma área cedida pela Polícia Civil. Também haverá ações de poda de árvores, tapa-buracos, instalação de quebra-molas, capina e roçagem, remoção de entulhos e recuperação de iluminação pública.

 

Publicidade

 

Henrique Terceiro / Aqui Águas Claras, com informações da Agência Brasília.

 

Comentários

}