O jornal eletrônico de Águas Claras • Segunda Feira, 16 de Julho de 2018

0

Parado e pegando fogo

Princípio incêndio na estação do Metrô do Guará

Um princípio de incêndio assustou passageiros e funcionários que estavam estação de metrô do Guará, na noite desta quarta-feira (6/12). O fogo começou nas cavaletas, onde fica o circuito elétrico dos trilhos, que controlam os trens. O local ficou coberto de fumaça. Em um vídeo, que circula pela internet, é possível ver o quanto a visibilidade ficou comprometida. A estação teve de ser fechada por 25 minutos
Apesar da quantidade de fumaça, a estação não foi esvaziada e, no vídeo, é possível ver diversos passageiros, que seguiam à espera do próximo trem, para seguir viagem.
Funcionários do Corpo de Segurança Operacional da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal contiveram o princípio de incêndio e retiraram as pessoas do vagão. Eles reclamam que, durante a ação, não estavam equipados apropriadamente para a situação. Não havia máscaras que evitasse a inalação da fumaça, ou vestimenta especializada antifogo.
Outra reivindicação dos funcionários é referente à manutenção preventiva, realizada há menos de um mês na estação. A fiscalização tem o objetivo de conferir o bom funcionamento das máquinas. Apesar da checagem, esse é a segunda pane que ocorre em estações do Metrô-DF, em menos de uma semana, devido à falhas técnicas.
A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal informou, por meio de nota, que o trem foi recolhido para análise, a fim de descobrir o motivo do incidente. A empresa afirma, ainda que, apesar do tumulto, a estação continuará aberta nesta quinta-feira (7/12), em regime de greve, e o trem retirado foi substituído por outro. Quanto à fumaça, o Metrô-DF alega ser do extintor de incêndio, usado para conter as chamas.
Segundo informações o trem esse seria o mesmo trem que pegou fogo na semana passada.
Fonte: Correio Braziliense
Por Gabriel Vinhar

Comentários

}