O jornal eletrônico de Águas Claras • Quinta Feira, 19 de Abril de 2018

0

Violência

Ministério Público quer 102 anos de condenação para estuprador de Águas Claras

Ele é acusado de 14 casos de estupro de vulnerável, além de 3 tentativas. Alguns crimes envolvem menor de idade.

 

A Promotoria de Justiça Criminal de Águas Claras recorreu, em 13 de outubro, da sentença aplicada contra réu condenado por estupro. A pena foi fixada em 56 anos e 11 meses de prisão, em regime fechado, por 14 casos de estupro de vulnerável e 3 tentativas, além de pertubação da tranquilidade. O pedido é que a pena seja aumentada para 102 anos, 10 meses e 24 dias.

 

A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) em 10 de outubro de 2016. A sentença foi proferida em 31 de agosto de 2017. Embora o MPDFT tenha concordado com a condenação, foi apresentado recurso de apelação para que a pena final seja aumentada.

 

Publicidade

 

O réu permanecerá preso enquanto aguarda o julgamento do recurso. Por envolver menor de idade, o processo tramita em segredo de Justiça.

 

 

Via assessoria do MPDFT

 

Comentários

}