O jornal eletrônico de Águas Claras • Sexta Feira, 17 de Agosto de 2018

0

"Lobby"

Operação Mercador de Fumaça: MPF/DF obtém prisão de advogado acusado de tráfico de influência

Além da prisão preventiva, foi pedida quebra de sigilo bancário e fiscal do advogado, bem como busca e apreensão em suas residências

 

A pedido do Ministério Público Federal no DF (MPF/DF), foi preso na manhã desta sexta-feira (10) advogado acusado de tráfico de influência no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Além da prisão preventiva, o MPF/DF requereu a quebra de sigilo bancário e fiscal do advogado, bem como busca e apreensão em suas residências. As medidas foram autorizadas e decretadas pela 10ª Vara da Justiça Federal e executadas pela Polícia Federal.

 

Publicidade

O MPF/DF solicitou a prisão preventiva do advogado sob o fundamento de garantia da ordem pública. Ele já responde a inquéritos e a uma ação penal pela prática do mesmo crime de exploração de prestígio. Em uma dessas apurações já em curso, ele confessou o esquema de manipulação de decisões judiciais em outro tribunal superior. Ainda assim, isso não o impediu de continuar a prática delituosa. As investigações apontaram ainda indícios que o advogado seria um funcionário “fantasma” de uma prefeitura de um município de Goiás.

O advogado preso teria procurado um prefeito que havia recorrido ao STJ por ter sido afastado do cargo pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele disse que conseguiria reconduzi-lo ao cargo porque tinha contatos nos tribunais superiores. Para tanto, o prefeito recebeu a proposta de R$ 800 para o STJ e entre R$ 1,8 mi e R$ 2 mi para o STF.

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Distrito Federal

Comentários

}