O jornal eletrônico de Águas Claras • Quinta Feira, 16 de Agosto de 2018

0

Trágico

Homem cai em trilho do metrô e morre na estação Águas Claras

Um homem caiu no trilho da estação de metrô, em Águas Claras, e não resistiu. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima era morador de rua que não tinha sido identificado até às 8h desta sexta-feira (8/12). De acordo com a corporação, com a descarga elétrica do trem ele sofreu múltiplas fraturas, hemorragia e traumatismo craniano.

 

Equipes dos bombeiros retiraram o corpo com a ajuda dos seguranças do metrô. Ele foi colocado em um local na estação do metrô aguardando ser retirado por policiais do Instituto Médico Legal (IML). Após a retirada, o metrô voltou a circular.

 

Correio procurou a Companhia Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) e aguarda resposta.

Greve

Nesta sexta-feira (8/12) servidores do metrô completaram 30 dias de greve. O funcionamento dos locais segue alterado por causa da paralisação. De segunda à sábado, no horário de pico, 18 dos 24 terminais ficam em operação. Fora dos horários de pico, 12 estações permanecem abertas. Aos domingos, o passageiro pode embarcar, durante todo o dia, em nove pontos: Central, Shopping, Guará, Águas Claras, Praça do Relógio, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia, Furnas e Samambaia.

 

Publicidade

 

Até o fim da greve, as faixas exclusivas da Estrada Parque Taguatinga (EPTG) e da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) seguem abertas para veículos particulares.

 

O  Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (SindMetrô/DF) reivindica reajuste salarial de 8,41%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que, diz a categoria, está atrasado desde 2005. O sindicato pede, ainda, a nomeação de novos servidores concursados para a estatal.

Correio Braziliense 

Foto e autoria da matéria do Correiobraziliense

 

Comentários

}