Aqui Águas Claras
Notícias

Destaques

UBS de Águas Claras realiza ação em unidade de acolhimento para população vulnerável

Objetivo foi estimular o autocuidado e fortalecer o vínculo com os acolhidos

A Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 de Águas Claras realizou uma ação preventiva e de promoção à saúde na Unidade de Acolhimento para Adultos e Famílias (UNAF), localizada no Areal. Orientações, atendimentos individuais e exames foram algumas das atividades realizadas, com o objetivo de conscientizar, estimular o autocuidado, e fortalecer o vínculo entre a equipe da UBS e a comunidade.

A ação contou com a realização de palestras educativas sobre o novo coronavírus, dengue e tabagismo. Também foram realizados atendimentos individualizados para o rastreamento da tuberculose, com a coleta de material de escarro, e encaminhamentos para a solicitações de exames.

“A iniciativa faz parte das ações de assistência contínua para essa população vulnerável e carente. O foco é o rastreamento da tuberculose. Já foi realizada, anteriormente, a captação de casos sintomáticos respiratórios, alguns com a necessidade de coletar exames para diagnóstico de tuberculose pulmonar”, destaca a gerente de Serviços da Atenção Primária de Saúde de Águas Claras, Núbia dos Passos S. Falco.

A UBS de Águas Claras, localizada nas proximidades da unidade de acolhimento, planejou a atividade em alusão ao mês em que é lembrado o dia Mundial de Combate à Tuberculose (24 de março). Os profissionais da Equipe 07 atenderam e conscientizaram os acolhidos sobre a importância de se prevenirem essa e demais doenças.

A aproximação dos serviços de saúde com a comunidade acolhida é reforçada a cada ação realizada. A equipe multidisciplinar da UBS realiza visitas semanais à UNAF, com uma média de 50 atendimentos médicos e de enfermagem. No próximo retorno, os profissionais realizarão a entrega dos resultados dos exames e as orientações para os cuidados e possíveis tratamentos.

UNAF AREAL – A Unidade de Acolhimento para Adultos e Famílias realiza acolhimento temporário para homens adultos, idosos, deficientes e famílias, que estejam em situação de rua e desabrigo por abandono, migração e ausência de residência ou pessoas em trânsito no DF e sem condições de autossustento.

Nivania Ramos, da Agência Saúde.

Fotos: Divulgação.